Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

O Mandarim e o Alfaiate

"Um dia um homem recebeu a notícia de que acabara de ser nomeado mandarim.

Ficou tão eufórico que quase não se conteve.

- Serei um grande homem agora - disse a um amigo. - Preciso de roupas novas imediatamente, roupas que façam jus à minha nova posição na vida.

- Conheço o alfaiate perfeito para você - replicou o amigo. - É um velho sábio que sabe dar a cada cliente o corte perfeito. Vou lhe dar o endereço.

E o novo mandarim foi ao alfaiate, que cuidadosamente tirou suas medidas. Depois de guardar a fita métrica, o homem disse:

- Há mais uma informação que preciso Ter. Há quanto tempo o senhor é mandarim?

- Ora, o que isso tem a ver com a medida do meu manto? - perguntou o cliente surpreso.

- Não posso fazê-lo sem obter essa informação, senhor. É que mandarim recém-nomeado fica tão deslumbrado com o cargo que mantém a cabeça altiva, ergue o nariz e estufa o peito. Assim sendo, tenho que fazer a parte da frente maior que a parte de trás. Anos mais tarde, quando está ocupado com seu trabalho e os transtornos advindos da experiência o tornam sensato, e ele olha adiante para ver o que vem em sua direção e o que precisa ser feito a seguir, aí então eu costuro o manto de modo que a parte da frente e a de trás tenham o mesmo comprimento. E mais tarde, depois que seu corpo está curvado pela idade e pelos anos de trabalho cansativo, sem mencionar a humildade adquirida através de uma vida de esforços, então faço o manto de forma que as costas fiquem mais longas que a frente.

"Portanto, tenho que saber há quanto tempo o senhor está no cargo para que a roupa lhe assente apropriadamente."

O novo mandarim saiu da loja pensando menos no manto e mais no motivo que levara seu amigo a mandá-lo procurar exatamente aquele alfaiate."

 

Do livro: O Livro das Virtudes II 

O Compasso Moral (pág. 650/651) William J. Bennett - Editora Nova Fronteira

A Camila fala-nos de procurarmos a sabedoria dentro de nós

 

"A frase «primeiro estranha-se depois entranha-se» é de facto a que melhor define a minha experiência com a Marta Leal. Ainda me lembro que na minha primeira sessão fiz questão de dizer «Oh Marta olha que eu não tenho qualquer problema psicológico, nem estou em depressão….»… agora sorrio quando me lembro disso e do quanto estava longe de imaginar que o coaching me fez abrir uma porta de comunicação para comigo mesma e para com a vida, no geral. Agora sei que o facto de eu ser diferente não é um obstáculo mas sim uma mais-valia, e que antes demais devo procurar em mim mesma a sabedoria, o saber (sophia) e só assim posso avançar para a verdadeira amizade e respeito entre os iguais e respeito pelo conhecimento (philia – philos) – ou seja coaching é uma Filosofia de Vida!"

Camila Jardim

 

E tu estás dispost@ a aprender a comunicar contigo?

Projecto Crescer com Segurança Interior e Tornar o Mundo melhor

 
  • Crianças Felizes e Confiantes!
  • Workshops crianças e jovens «Crescer com Segurança Interior e Tornar o Mundo Melhor»!
  • Duração:
  • 4 horas.
  • Datas disponíveis para o workshop:
  • 12 de Julho ou 26 de Julho de 2014.

Descrição:

Neste workshop pretende-se capacitar as crianças a descobrirem o seu potencial, criando crianças confiantes, resilientes e mais seguras. Crianças felizes influenciam a família a comunidade e o mundo em geral.


Vamos falar de sonhos, de vontades, de desejos e de medos... Vamos aprender a trabalhar em equipa e aprender a perceber as diferenças no outro... Neste  workshop pergunta-se a quem normalmente tem as soluções mais fáceis - as crianças... Vamos aprender, brincar e sentir... Crianças felizes influenciam a família a comunidade e o mundo em geral.


Um workshop que enriquecerá as nossas crianças e jovens, e que tornará o mundo num lugar muito mais belo, com menos discórdia, e com muito mais amor e partilha. Porque a vida passa a correr e devemos aproveitá-la da melhor forma possível!

 

 

O Leão e o Rato

"Um Leão foi acordado por um Rato que passou correndo sobre seu rosto. Com um salto ágil ele o capturou e estava pronto para matá-lo, quando o Rato suplicou: "Se o senhor poupasse minha vida, tenho certeza que poderia um dia retribuir sua bondade."

O Leão deu uma gargalhada de desprêzo e o soltou.

Aconteceu que pouco depois disso o Leão foi capturado por caçadores, que o amarraram com fortes cordas no chão.

O Rato, reconhecendo seu rugido, se aproximou, roeu as cordas, e libertou-o dizendo: "O senhor achou ridícula a idéia de que eu seria capaz de ajudá-lo, nunca esperava receber de mim qualquer compensação pelo seu favor; mas agora sabe que é possivel mesmo a um Rato conceber um favor a um poderoso Leão."

Pequenos amigos podem se revelar grandes aliados"

 

autor: desconhecido

Workshop Coaching Parental

 

 

 

 

Opção A:

  • Workshop Coaching Parental | Presencial;

Opção B:

  • Workshop Coaching Parental | Online;

 

Conteúdos:

  • Reconhecer competências e mais-valias enquanto pais;
  • Reforçar as características positivas enquanto pais,
  • Reforçar os valores mais importantes enquanto pais;
  • Valorização de pequenos gestos diários.

Duração:

  • 4 horas.

 

Descrição:

 

Com este Workshop pretende-se que as pessoas obtenham ferramentas para conseguir lidar com as diversas situações do seu dia-a-dia:
Auto-estima e aceitação pessoal; Clarificação dos seus valores, do seu propósito e da sua missão; Redução de stress, gestão de  tempo, autonomia, compromisso e comunicação; Adaptação a novos ciclos de vida: casamento, maternidade, paternidade, divórcio e reforma.

 

http://www.odisseias.com/lisboa/destaques/workshop-coaching-pai-100-preparado-presencial-ou-online/29643?aid=73CBx7C6E

Por um mundo melhor

 
 
Hoje escolho juntar-me á 15ª marcha do orgulho LGBT. Hoje relembro a necessidade de chamarmos a atenção para a discriminação e para a intolerância á diferença. Hoje escolho estar do lado de uma minoria que muitas vezes é impedida de se mostrar por medo de represálias. Hoje estou do lado dos casais que são impedidos de demonstrar o afecto,  hoje estou do lado daqueles a quem foi recusada o direito á coadopção, de homens e mulheres que são presos e mortos por esse mundo fora, dos filhos que são expulsos de casa dos pais e de todos os que são apontados e insultados.  
 
Hoje estou lá especialmente por um mundo mais justo, mais equilibrado e mais tolerante. Hoje estou lá porque me recuso a encolher os ombros e a assobiar para o lado.

 

A zulmira fala-nos de mudanças profundas

 

"As sessões de coaching foram o ponto de partida, para uma mudança profunda no modo como encaro qualquer problema, aprendi a centrar o meu pensamento nas soluções e a enfrentar os meus medos, alcanço por isso pequenas vitórias diárias, que me transformaram em alguém mais positivo."

 

Zulmira Antunes

 

E tu por onde queres começar?

Demasiado violento nascer mulher num mundo que nos trata assim

 

 

O movimento feminista iniciou-se no Séc. XIX e pretendia direitos e deveres iguais para a mulher e para os homens  quer fosse no domínio social, politico, jurídico e mesmo económico. Em 1909 é criada a Liga Republicana das Mulheres Portuguesas dirigida por três grandes mulheres a quem faço uma vénia e agradeço a luta - Maria Veleda, Adelaide Cabete e Ana de Castro Osório.
Em 1910 é promulgada a primeira Lei do Divórcio que diz que seja dado o mesmo tratamento ao marido e à mulher tanto em relação aos motivos da separação como aos direitos sobre os filhos. A mulher deixa de dever obediência ao marido e o crime de adultério tem o mesmo tratamento quando cometido por qualquer dos cônjuges. O dever de submissão das esposas aos maridos é suprimido e o acesso ao trabalho na administração pública é autorizado às mulheres. A escola torna-se obrigatória para crianças, meninas e meninos dos 7 aos 11 anos.
Em 1931 conquistámos o direito de voto em Portugal mas tínhamos de ter o ensino secundário completo ou formação universitária. Nessa altura os homens só precisavam de saber ler e escrever. 
Em 1974 foram abolidas todas as restrições ao género feminino. 40 anos depois continuamos em muitas casos a ter de trabalhar o dobro para provar que somos boas no que fazemos.  Continuamos a ser assediadas nos locais de trabalho e se nos queixamos estávamos mesmo a pedi-las. Somos espancadas e mortas por alguém que ainda se acha nosso dono embora a legislação diga o contrário.  Temos que levar com energúmenos idiotas se nos atrevermos a sair á noite sozinhas. Somos violadas e maltratadas sem que ninguém seja punido e em certos países somos obrigadas a casar em tenra idade apenas porque nascemos mulheres. . Em Portugal existem empresários  que obrigam as mulheres a decidir entre serem mães ou profissionais por um período de 5 anos? Em Portugal? Quer dizer que num país onde a população está envelhecida aqueles que deviam contribuir para a sua evolução estão a travá-la?  Quer dizer que não basta não termos as mesmas oportunidades ainda somos obrigadas a renunciar a um estado que nos é natural? E será que esses senhores também proíbem as mulheres de engravidarem? E será que esses senhores foram concebidos em laboratório? 
Violento. Demasiado violento nascer mulher num mundo que nos trata assim. Violento. Demasiado violento vivermos num mundo que continua a assobiar para o lado e a fazer que não vê. Demasiado violento viver  num mundo que aponta, julga, encolhe os ombros mas continua a permitir. 
Feminista? Se ser feminista  significa defender  a existência de uma sociedade onde a igualdade de oportunidades e de direitos entre géneros seja uma realidade então assumo-me como tal. Se ser feminista significa querer que eu e as minhas filhas tenhamos as mesmas oportunidades e os mesmos direitos na sociedade em que vivemos , então eu sou. Se ser feminista significa eu poder trabalhar e ser mãe sem ter medo de ser despedida não tenham qualquer duvida que sou!
Eu? Continuo assim, muito mãe, muito mulher mas sobretudo muito preocupada com um mundo onde o respeito de uns pelos outros começa a ser escasso. 
 

O Monge e os dois turistas

 

No alto do planalto do Tibete, um turista encontra um monge Zen e pergunta-lhe: "Diga-me como é a cidade de onde você vem?"

O monge responde:

"Como era aquela que você acabou de deixar?"

"Ts'ien-fo-Tang? Muitos vestígios belos do passado, mas com pessoas sujas, feias, pouco hospitaleiras e malcheirosas."

"Muito bem! se você está indo para Touen-Houang, infelizmente acho que você também vai encontrar pessoas sujas, malcheirosas e pouco hospitaleiras e que fedem a cinqüenta metros de distância."

Ao chegar perto de Ts'ien-fo-Tang o monge encontra no caminho outro turista que lhe faz a seguinte pergunta:

"O senhor, tão sábio e culto, deve conhecer a cidade de Touen-Houang?"

"É a cidade de onde eu venho", respondeu o monge.

" E como são as pessoas de lá?"

"Como são aquelas da cidade que você acaba de sair?", pergunta o monge.

"Maravilhosas, muito delicadas...Foi difícil sair da cidade para continuar a minha viagem."

"Ah! Aqueles da próxima cidade de Touen-Houang vão parecer ainda mais maravilhosos. Boa viagem e que Deus o acompanhe para todo o sempre!", respondeu o monge.

Do livro: Aprenda a Liderar com a Programação Neurolingüística 

Pierre Longin -Qualitymark Editora

Organização a quanto obrigas

Sabias que a desorganização em que vives pode afectar a tua saúde? A ansiedade que te provoca o facto de teres coisas para fazer e/ou arrumar pode impedir-te de atingires os teus objectivos? Sabias que uma pessoa organizada tem mais hipóteses de atingir os seus sonhos do que uma pessoa desorganizada? Tens demasiadas tarefas e não sabes por onde começar? Sentes que estás a perder o controlo e a vontade?
 
Queres ajuda para te organizares pessolmente e profissionalmente? Muda o padrão, muda o comportamento e muda a atitude. Organiza as tuas tarefas, a tua casa, a tua carreira e as tuas relações.
 Objectivos:

- identificação das prioridades pessoais;
- avaliação do equilibrio entre as diferentes áreas da vida: profissional, saude, espritualidade, sonhos, familia e lazer;
- avaliação da coerencia entre prioridades e investimento de tempo, energia e dinheiro;
- definição de objectivos e planeamento de estratégias para mudança;
 Pedir uma ajuda não é sinal de fraqueza é sinal que estás pronto para seguir em frente!
 
Pergunta-me como martaleal@outlook.pt
 

Pág. 1/3