Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Cá por casa

 

Cá por casa o ritmo está aliado ao tempo ou bem que não tenho tempo para nada ou bem que me sobra tempo para o que mais quero. Acredito que o segredo esteja na escolha de prioridades e na organização atempada. "Prepara-te e não és apanhada desprevenida" é o meu lema. Prepara-te e vais ver  que o tempo é aquilo que quiseres.

 

Cá por casa definimos onde fazia sentido continuar e o que fazia sentido deixar. Alinham-se vontades e focamo-nos casa vez mais naquilo que nos faz feliz.  As risadas das filhas batem qualquer desafio diário, os ronrons dos gatos qualquer duvida que surja e as conversas das amigas qualquer desconforto aparente.

 

Reparo que quantos mais anos passam mais serena me sinto como mãe, como mulher, mas sobretudo como eu mesma. 

 

 

Qual é o seu sonho, meta ou desejo na vida?‏?

 

 

 

Já perdeste oportunidades por falta de tempo? Tens dificuldade em atingir aquilo que pretendes? Os teus sonhos não se realizam? Falta-te motivação? Não és feliz?

 

Define aquilo que queres. Faz um plano pessoal de vida. Ao criares um plano vais possibilitar a mudança de hábitos e de atitudes, a organização pessoal, vais também potencializar o teu tempo e os recursos pessoais o desenvolvimento de competências bem como a eliminação de hábitos negativos.

 

Esta mudança vai envolver tudo o que és, tudo o que foi feito e tudo o que ainda falta fazer. E lembra-te que para o fazeres precisas de vontade, método, disciplina e muita flexibilidade.



Pessoas Comuns - Vidas Inspiradoras

Megan Smith / Flickr / xolowercaseyou

 

Megan Smith – Antes: Desiludida após o fim do relacionamento. Agora: Descobriu a alegria da vida

 

O fim de um relacionamento muitas vezes é motivo de tristeza e de falta de confiança. Para Megan foi diferente: ela aproveitou essa situação e lançou-se cheia de coragem numa grande aventura que dura até hoje.

 

Queres saber mais detalhes e sentires-te inspirad@?  http://www.meganotravels.com/

 

Eaí ? Pronto para sair da inércia começar a sua aventura?

A Galinha dos Ovos de Ouro

 

 

 

 

Há muitos muitos anos um camponês e a sua mulher tinham uma galinha que punha todos os dias um ovo de ouro.

 

Partindo do princípio que dentro da galinha havia uma quantidade enorme de ouro resolveram matá-la para poderem ficar com o ouro todo. Para surpresa deles ao abrirem a galinha viram que ela era igual a todas as outras.

Esopo

O Foco, sempre o Foco

 

 

Hoje enquanto conduzia na auto-estrada e quando fui encaminhada para um corte de via reparei que o carro atrás de mim vinha muito colado. Tão colado que consegui reparar que quem conduzia trazia uma espécie de livro no volante e uma caneta na mão. Façamos um parênteses para informar que nesse preciso momento ambos circulávamos a cerca de  80km's hora.  Alguns de vocês poderão dizer que é possível faze-lo nas calmas outros dirão "qual é o problema?" e outras ainda dirão "que grande falta de consciência". Mas por aqui não vou fazer juízos de valor nem tão pouco avaliação de comportamentos.

 

Aquela situação pôs-me a pensar que é exactamente isto que a maioria de nós faz na vida. Fazemos várias coisas ao mesmo tempo, corremos riscos desnecessários, não nos preparamos e muitas vezes perdemos o foco do que naquele preciso momento interessa.

 

Fazer duas coisas ao mesmo tempo é possível mas fazer duas coisas ao mesmo tempo e bem já se torna desafiante. A forma como conduzes a tua vida tem reflexo nos resultados que obténs. Podes escolher entre fazer duas coisas mais ou menos bem ou uma de cada vez realmente bem!

 

E onde anda o teu foco? Sabes?

 

 

A Fortuna e o Sem-Abrigo

Era uma vez um sem-abrigo que tinha por hábito bater às portas a pedir alguns euros para comprar comida. Queixava-se da vida e afirmava que as pessoas que tinham dinheiro nunca estavam nada satisfeitas.

- Por exemplo, o dono desta casa - disse - , eu conheço-o muito bem. Sempre foi bom nos negócios e, há muito tempo, ficou imensamente rico. Foi pena não ter a sabedoria de parar por ali. Podia ter transferido os negócios para outra pessoa e passar o resto da vida a não fazer nada. Mas, em vez disso, o que foi que ele fez? Resolveu construir navios para negociar com países estrangeiros. Pensou que ia ganhar milhões.

"Mas caíram fortes tempestades. Os navios naufragaram e toda a sua riqueza foi engolida pelas ondas. Agora, todas as suas esperanças estão no fundo do mar, e a sua grande fortuna desapareceu, como se acordasse de um sonho."

"Há muitos casos como este. Os homens nunca ficam satisfeitos enquanto não conseguem ganhar o mundo inteiro!"

"Quanto a mim, se tivesse o suficiente para comer e  vestir, não ia querer mais nada!"

Neste momento, a Fortuna  vinha a  descer a rua e parou quando viu o sem-abrigo. Disse-lhe:

- Escute! Há muito tempo  que o quero ajudar. Segure na sua malinha enquanto eu despejo algumas moedas nela. Mas só faço isso com uma condição: o que ficar na mala será ouro puro, mas o que cair no chão transforma-se em pó. Compreende?

- Sim, sim, claro que compreendo - disse o sem-abrigo.

- Então tenha cuidado - disse a fortuna. – A sua mala está velha, é melhor não a encher muito.

O sem-abrigo estava tão contente que mal podia esperar. Abriu rapidamente a mala e uma enorme quantidade de moedas de ouro foi despejada lá dentro. A mala foi ficando muito pesada.

- Já é o bastante? - Perguntou a Fortuna.

- Ainda não.

- Mas a mala não está rebentar pelas costuras?

- Ainda não!

As mãos do sem-abrigo começaram a tremer. Ah, se pudesse guardar todas as moedas do mundo.

- Agora você já é o homem mais rico do mundo!

- Só mais umas moedas - disse o sem-abrigo - Só mais umas moedas.

- Pronto, já está cheia. A mala vai rebentar.

- Mas ainda aguenta mais, só mais algumas.

Ao cair mais uma moeda – a mala rebentou. O tesouro caiu ao chão e transformou-se em pó. A Fortuna desapareceu. Agora, o sem-abrigo só tinha uma mala vazia, ainda por cima rasgada de alto abaixo. Estava mais pobre do que antes.

Do livro: O Livro das Virtudes II - O Compasso Moral
William J. Bennett - Editora Nova Fronteira

O Miguel fala-nos de felicidade

 

Adoro cantar

e o belting é maravilhoso

e a minha família, os meus amigos

e o sol, a chuva, oe montes e os vales

o vento forte, a brisa suave

E, quando a minha vida terrena terminar, vou feliz e satisfeito, não por ter feito tudo o que gostaria de ter feito, mas por ter aceite a vida que tive.

E sobretudo por me ter regozijado, e ter conseguido olhar para trás e ter pensado que valeu a pena.

Como se fosse hoje

se morresse hoje, morreria feliz.

E a Marta Leal ajuda-nos a olhar para a vida desta forma.

 

Miguel Mósca

Vence

 

Muitas vezes perguntamos porque é que ele consegue e eu não? Porque é que ele chegou onde chegou e eu nem cheguei a partir? Porque é que uns vencem, outros ficam no caminho e outros nem sequer chegam a partir?

 

Tudo isto depende da motivação e da inspiração que precisamos para entrarmos em acção. Acredito que para te tornares um vencedor precises:

 

De Amor:

Fazer por amor em vez de fazeres por dinheiro. Quando se faz por amor os níveis de motivação e inspiração são muito mais elevados do que quando fazes apenas por dinheiro.

 

Faz por amor e o dinheiro vem por acréscimo.

 

De Trabalho:

Trabalha, trabalha e trabalha. Trabalha muito e lembra-te que te deves divertir enquanto o fazes. As pessoas mais bem-sucedidas têm muito prazer naquilo que fazem.

 

De seres o Melhor:

Não basta esforçares-te para seres muito bom. Deves dedicar-te e trabalhares para seres a melhor pessoa na área que queres desenvolver.

 

De muito Foco:

Não percas o foco do que queres. Foca-te nos objectivos e resolve os obstáculos.

 

De Esforço:

Procura diariamente fazer mais e melhor mesmo nos dias em que não te apetecer fazer nada.

 

Serviço ao Outro:

Lembra-te que uma das magias da vida é poderes fazer algo por alguém diariamente.

 

De nuitas Soluções:

Procura, cria, ouve, escuta, lê, vê, inventa, faz ligações e não rejeites nenhuma ideia que tenhas. Faz isto frequentemente.

 

Resiliência:

Combate a derrota, os medos, as falhas e os nãos. Persiste e insiste naquilo que sabes que queres.

 

E como diz Robin Sharma é fácil mas não significa que seja simples.

A Sandra fala-nos de orientação

 

 

 

"Passado uns tempos está tudo a marchar sobre rodas, claro que isto não é um mar de rosas, mas a Marta deu me a tesoura para ir cortando os espinhos. Continuo a ter sessões semanais, onde semana a semana escrevo o que aconteceu a todos os níveis e faço uma análise, definindo objectivos, planos a nível pessoal e profissional. Mais um vez muito obrigada pela orientação e ajuda que me deu, a de me encontrar."

 

Sandra Estrada

 

Pront@ para te orientares?

Pessoas Comuns - Inspiração e Motivação

 

 

Kate Hall

 

 

 

Kate Hall – Antes: Depressiva. Agora: Sem depressão e cheia de vida.

 

Um certo dia Kate Hall disse ao seu namorado  que tinham de deixar o Reino Unido porque o seu coração estava dizer para o fazer.  Nessa altura Kate  pensou: A vida não deve ser tão difícil.  E estava certa!

 

Já passaram dois anos e Kate curou uma depressão que já durava 5 anos, começou a sua vida de trabalho autonomo e tem viajado pelo mundo. Quando lhe perguntam  sobre as suas viagens, Kate afirma: “Às vezes,  precisas de dar esse salto de fé e seguir o teu coração”.

 

Para acompanhares a  Kate http://thelotuscreative.com/

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D