Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Como é que podes atingir o teu sonho?

Cada um de nós é um ser único, com características, vivências, expectativas e ritmos muito próprios. Quando estiveres a construir o teu sonho lembra-te que é o teu sonho e que o processo deve ser comandado por ti independentemente de teres á tua volta quem te inspire, ajude e motive.

Atingir um sonho não é uma tarefa fácil exige trabalho, esforço, gestão emocional e muito tempo.  É um processo criativo que não pode nem deve ser apressado.

Existem alguns pontos que deves reter para ficares mais próximo do teu sonho:

 

Paixão

Para realizares um sonho deves faze-lo com paixão. É a paixão pelo teu sonho que te vai orientar nos passos que vais dar e nos resultados que vais obter.

Pergunta a ti mesm@:

- O que é que me apetece fazer?

- O que é que me faz sentido naquilo que faço?

Quando fizeres com paixão vais saber exactamente os passos que deves dar.

 

O que é que tu sabes?

Já referi anteriormente que és único naquilo que és e naquilo que fazes. Todos nós temos experiencias e sabedoria únicas.

Onde é importante que te retenhas é na pergunta “o que é que eu sei?”

 

Divertimento

Todo este trabalho deve ser divertido até porque é necessário que cries jogos, que te desafies, que brinques com palavras e com ideias. Medita, joga, brinca e procura novas soluções

 

Feed-Back

Para que o sonho se concretize é necessário que exista feed-back. Testa e torna a testar. Não tenhas receio de redefinires ideias e de alterares o processo que tinhas pensado inicialmente.

 

Confia no processo mas confia sobretudo na tua paixão pelo teu sonho. Reserva tempo para te ouvires. Ouve-te sempre!

A meio do processo pergunta-te:

  • Estás a criar com paixão? Não?  O que te está a impedir?
  • Como é que podes confiar mais na tua paixão?
  • O que é que já sabes?
  • Onde podes criar mais?
  • Tens-te divertido?
  • Como é que podes largar o teu autojulgamento?
  • Como é que podes permitir deixar-te ir?
  • Como é que te podes divertir ainda mais a trabalhar?

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D