Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Felicidade Imposta ou Felicidade Sentida?

images 1.jpg

 

Confesso! Eu confesso que existem aqueles dias em que tenho a sensação que o mundo enlouqueceu e que nos estamos a tornar autómatos desprovidos de sensações, sentimentos e emoções. Trabalhando com a mente conheço a capacidade que todos temos de fazer diferente e fazer melhor. Também sei que posso, facilmente,  alterar o meu estado emocional e todo o meu estar. Mas será que o devo fazer sempre? Será que tenho o direito de impor ao meu ser aquilo que não estou a sentir?

 

Acredito que vivenciar as emoções é importante. Acredito que permitirmo-nos sentir raiva, ódio, amor, tristeza, dor e frustração é permitirmo-nos viver. Acredito que chorar nunca fez mal a ninguém e que aprender a secar as lágrimas faz parte de um processo todo ele de aprendizagem. Impormos a nós mesmos uma felicidade que não sentimos é no mínimo violento. 

 

Mais do que impor é necessário sentir, apenas sentir!

 

Estuda-te, conhece-te e aprende-te. 

 

Dar um novo significado ao passado!

images (11).jpg

 

 

 

Se já começaste a namorar depois do teu divórcio/separação é importante que tenhas atenção aos seguintes aspectos:

 

  • Sentes-te preparad@ para uma relação ou sentes-te sozinh@?
  • Sentes-te em paz contigo ou procuras satisfação exterior?
  • Gostas de ti ou procuras alguém que o faça por ti?
  • Imaginas-te sozinh@ ou não consegues estar sozinh@
  • Consegues confiar na nova pessoa ou tens tendência para @ comparares ao ex?
  • Consegues olhar para a nova relação como algo novo ou estás com medo que não resulte?

Queres que resulte? Então dá um novo significado ao teu passado e investe num futuro sereno e calmo.

 

Começa de novo, começa realmente de novo!

 

Gosto de apenas gostar

images (20).jpg

 

De repente dou comigo a pensar que o fantástico de me ter permitido fazer o que gosto é o facto de o fazer com paixão. O fantástico de me permitir gostar dos outros é gostar apenas  porque sim. Apenas porque gosto sem esperar nada em troca. O ideal era funcionar com todos assim. Confesso que ainda não consigo.

 

Por vezes dou comigo á espera de um sorriso, de uma resposta ou de outra qualquer recompensa. Acredito que é nessa espera que reside o conflito, o desânimo e a desilusão.  Apenas nossa.

 

Gosto quando gosto independentemente do resultado, do contexto, do tempo ou do espaço. Fico assim, de coração cheio

 

Gosto de apenas gostar.

Fale-se de construir em vez de se falar em destruir

images.jpg

 

Falam-me de razões para acreditar e a minha imaginação remete-me, imediatamente, para uma história de amor. Os que me conhecem já sabem que sou uma romântica. Os que acabaram de chegar ficam desde já a saber que me derreto com finais felizes. Sou lamechas é verdade. Sou lamechas e mimada. Uma combinação que aos 46 anos se pode tornar problemática. Mas paremos de falar de mim, e avancemos para falar de razões para acreditar.

 

Para falar do amor teria de falar do desamor, para falar de encontros teria de escrever sobre desencontros, para falar de vitórias teria de falar de derrotas. Depois tinha de falar de trocas de olhares e de beijos mais ou menos melados. Com um bocado de sorte os gemidos faziam-se ouvir e os defensores da moral e bons costumes podiam manifestar-se. Perdoem-me e permitam-me que vos diga que não me apetece. Hoje não me apetece escrever uma história de amor. Desenganem-se aqueles que acabaram de pensar em mim como mal-amada ou outro qualquer estereótipo de mulheres que não acreditam no amor. Acredito. É verdade! Acredito cada vez mais naquele tipo de amor incondicional onde o dar é mais importante do que receber, onde o ser é mais importante que o ter e onde o estar é mais importante do que o ir a qualquer lado.

 

Afastei-me do tema para falar um pouco de mim. O momento foi egocêntrico mas justifica-se uma vez que a historia não sendo sobre mim é minha. Gosto de comandar a história tal como gosto de liderar a minha vida. Dizia eu que tomada a decisão de não escrever o amor .Decido escrever sobre o sorrir, o avançar, o lutar e o não desistir. Nada de sorrisos amarelos, avanços timidos ou lutas corpo a corpo. Falamos apenas de vida e dos conceitos que a constituem.

 

Avanço para a história sem ter personagens principais. Defendo a igualdade da diferença e a diferença na igualdade. Defino palcos de vida e grandes planos de altos e baixos. Faço com que as letras se envolvam em projectos e  alcançancem resultados. No guião coloco principalmente imperfeição. Gosto daquele tipo de imperfeição que nos faz perceber que somos apenas humanos. Falhamos, uma e outra e outra vez. Felizes dos que avançam no erro. Felizes dos que não se importam de voltar a tentar.

 

Paro. Reflicto e decido-me a mudar de rumo novamente. Nas letras entenda-se. Porque na vida apetece-me continuar assim. Falemos então de razões para acreditar quando todos se tornaram incrédulos. Difícil o tema nos tempos que correm. Fale-se das posturas diferentes sobre diferentes situações. Fale-se daqueles que lutam sem desistir e que não perdem o sorriso. Fale-se dos que arriscam, avançam e vencem. Fale-se de tantos que perante as adversidades crescem interiormente e não baixam os braços.

 

Fale-se dos que sorriem a estranhos na rua. Dos que de ideias antecipadamente designadas idiotas constroem impérios, dos que se lembram de quem foram e ajudam quem quer ser. Fale-se dos que mudam o seu mundo e sem dar por isso mudam o mundo de tantos outros. Fale-se daqueles que também choram com a certeza de que amanhã vão sorrir. Fale-se dos que sabem dar de coração cheio e dos que recebem de coração aberto.

 

Fale-se do Homem comum que não desiste, não desanima, ultrapassa desafios e sorri nos piores momentos. Fale-se daqueles que com pouco ajudam os que tem menos. Fale-se dos que já choraram e ajudam quem hoje chora. Fale-se de solidariedade, de voluntariado, de dádiva e de gratidão. Fale-se de um mundo onde mais que termos, somos.

 

Fale-se do que quiser mas fala-se de  construir em vez de se falar em destruir. Fale-se em correcções em vez de se falar em revoluções. Fale-se de vencer em vez de se falar de medos. Fale-se de agir em vez de se falar em reagir. Fale-se, escreva-se, acredite-se e sorria-se porque só assim faz sentido.

Ciclo de “Conversas Menos que Perfeitas”

20150415 Zen Terapias.jpg

 

Apelam a um mundo mais real onde os sorrisos e as lágrimas vivam lado a lado. Vivenciar as emoções é uma necessidade, e aceitá-las é a única forma de sermos o tal todo, composto por tantas e tantas partes.

 

A auto-estima como base de um Pensamento Positivo e de Mudança.

 

Conteúdos:

 

1) Definição de auto-estima;

2) Confiança/medos;

3) Aprender a lidar com as emoções;

4) Entender as posturas mentais que desenvolvem o autoconhecimento e as potencialidades do ser;

5) Métodos e Estratégias para melhorar os relacionamentos (consigo e com os outros): perdoar e perdoar-se.

 

Para mais informações: martaleal@outlook.pt

Coaching No Feminino

life coaching mulheres_marta leal (1).png

 

 

O Coaching no feminino é uma área do Coaching pessoal que tem por objectivo desenvolver, desafiar, apoiar e capacitar mulheres a atingir todo o seu potencial enquanto mães, educadoras, mulheres, amigas, filhas e profissionais através de perguntas. É uma abordagem pela positiva que inicia o trabalho a partir das qualidades de cada uma de nós. Este trabalho é iniciado com a identificação de competências e recursos que cada pessoa tem, de forma a aumentar a confiança e consequentemente a auto-estima.  

Ter um Mentor

 

 

Sessões de Coaching (6).png

 

Mentoring é uma relação baseada na confiança. Ele oferece-te apoio, ferramentas objectivas e conselhos para facilitar o teu desenvolvimento pessoal.

 

Ter um mentor pode ser um dos relacionamentos mais poderosos do desenvolvimento de alguém podendo ser uma das razões para que te sintas bem e encontres o teu caminho.

 

Alguns Benefícios:

Conselho

Como mentora posso ajudar-te a tomar uma decisão ou a seguir um caminho de forma serena e imparcial. Por muito que amigos e familiares te queiram ajudar existem sempre muitas emoções associadas á vossa relação.

Perspectiva

Como mentora posso ajudar-te a olhares para a tua vida com outros olhos e outra vontade.

Melhorar as Competências

Ao trabalharmos a tua confiança e a tua auto-estima vais sentir-te mais apt@ e mais confiante a seres quem queres ser, fazer o que queres fazer e ter o que queres ter.

Desabafo

Viver parece tarefa simples e a verdade é que não é fácil. Teres alguém com quem possas partilhar, conversar, desabar e quem sabe chorar é meio caminho andado para que te sintas mais leve e pronto para outra.

Networking

Como mentora posso ligar-te a outros que estejam á tua procura ou de quem necessites. O mundo em rede é muito mais eficaz.

Métodos e Estratégias

Como mentora vou-te passar ferramentas que te ajudam a tornar o teu dia-a-dia mais leve, mais rentável e mais feliz.

Confiança

Sabendo que me tens como mentora dá-te a confiança para enfrentares situações de vidas difíceis. Esta confiança vai ajudar-te a defenderes os teus ideais e/ou a seres firme nas tuas decisões

Encorajamento

O encorajamento diário é o que te vai inspirar e motivar a seguires em frente com a certeza de que estás no teu caminho.

 

Para marcares a tua sessão envia-me e-email:martaleal@outlook.pt

Alheamo-nos dos conteúdos e embriagamo-nos de formas

images (9).jpg

 

Aproximamo-nos do que nos é simpático e afastamo-nos do que nos incomoda. Sentimo-nos atraídos pela beleza das formas sem qualquer análise de conteúdo. Permitimo-nos embriagarmo-nos pelas cores, texturas, cheiros e silhuetas. Embriagamo-nos num contexto leve sem nos permitirmos ir mais longe.

 

Fala-se de relações como se poderia falar de obras de arte. Fala-se da brevidade das relações. Fala-se de um descartar constante do que incomoda. Perdem-se capacidades de envolvimentos mais profundos, perdem-se capacidades de olharmos para o que somos porque nos focamos no que parecemos ser.

 

Encare-se as pessoas como obras de arte. Atribua-se-lhes forma e conteúdo. Acrescente-lhes espiritualidade de autor e percebemos que tal como uma obra de arte todos somos necessariamente incomodativos ou apelativos, todos acabamos por provocar sentimentos de amor ou ódio, de atracção ou de repúdio, de querer ou não querer, de amor ou desamor, de gostar ou não gostar, de erros e acertos, de verdade  e de mentira, de ilusão e desilusão.

 

Encare-se as pessoas como obras de arte e perceba-se que não somos mais que a soma de uma forma com um conteúdo. Encare-se as pessoas como obras de arte e percebemos que não passamos de  pinceladas de sentimentos envolvidas por molduras de emoções onde as vivencias se tornam escultoras de almas. Encare-se as pessoas como obras de arte e perceba-se  que fomos encantadoramente misturados naquilo que nos torna únicos.

 

Consultoria de Planos de Desenvolvimento Pessoal

CapaFB.jpg

 

 

O Plano de Desenvolvimento Pessoal surge da necessidade de cada um de nós precisar de se auto conhecer, compreender, aceitar, educar, treinar e obter ferramentas para viver de uma forma equilibrada.

 

Precisamos de explorar e conhecer o nosso mundo. Precisamos de saber onde estamos e para onde queremos ir. Para isso precisamos de estabelecer metas para podermos fazer escolhas, sabendo que estas escolhas implicam forçosamente perdas.

 

Fases do processo:

 

  • Análise do estado actual e do estado desejado;
  • Analisar competências pessoais e comportamentais, atitudes, pontos fortes e a melhorar, crenças limitadoras e possibilitadoras, valores,  formações, experiências.
  • Definição do Plano;
  • Aplicação do Plano: este plano deve ser feito em etapas e introduzido no dia a dia do individuo, através de tarefas que devem ser cumpridas para que a mudança ocorra de forma sustentada;
  • É importante que ao longo do cumprimento do Plano exista o acompanhamento de um mentor.

 

Todo este trabalho pode ser feito presencial ou por skype e tem dois momentos específicos:

 

A Análise da realidade e a definição do plano;

O acompanhamento da aplicação do Plano de Desenvolvimento Pessoal.

 

Se queres saber mais informações manda email:martaleal@outlook.pt

"Alice:"Você pode me ajudar?"
Gato: "Sim, pois não."
Alice:"Para onde vai essa estrada?"
Gato:"Para onde você quer ir?"
Alice:"Eu não sei, estou perdida."
Gato: "Para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve."
Lewis Carol – Alice no País das Maravilhas

Lista de Valores

download (11).jpg

 

Os valores são aquilo que é importante para ti na tua vida. Ao conheceres os teus valores vais perceber o que te conduz nas tuas atitudes e nos teus comportamentos. Construir uma vida congruente com os nossos valores significa mais satisfação na forma como vivemos e maior significado no que fazemos.

É importante termos em atenção que os valores alteram consoante nós alteramos. Os valores também podem estar relacionados com a situação que vives em determinado momento.

No que diz respeito a valores não há certo nem errado.

Agora reflecte sobre os valores pelos quais te reges e lista-os!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D