Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Saudades

(Imagem retirada da net)
 
 

Hoje enquanto me preguiçava naquele hábito diário de “programar” o dia pensei em saudades. Pensei na verdadeira razão das saudades. Pensei que quando sinto saudades não é apenas do outro, não é apenas do momento, não é apenas dos cheiros, não é apenas dos toques, não é apenas de um sabor.

 

Quando sinto saudades de alguém sinto saudades do meu eu com o outro, sinto saudades de nós. Quanto sinto saudades de um beijo sinto saudades do nosso beijo, quando sinto saudades de um abraço sinto saudades do nosso abraço, quando sinto saudades de um toque sinto saudades daquilo que rapidamente deixa de ser meu e se transforma em nosso.

 

Porque afinal as saudades são de um todo que é muito mais que a soma das partes.

 

Saudades, saudades vossas!

 

Marta Leal