Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Vento

 
Sempre que ouço o vento questiono-me dos segredos que já ouviu, das conversas de que já foi cumplice, das inconfidencias que já testemunhou. Sempre que ouço o vento acredito que me sussurre palavras sentidas e palavras vividas. Sempre que ouço o vento relembro momentos, historias e memorias.
 
Gosto. Gosto do sussurar do vento. Gosto do som e da forma como nos afaga enquanto passa por nós.
 
Um dia com sabor a sussuros
 
Marta Leal