Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Gosto de mães

 (imagem retirada da net)

 

Sou mãe. Naturalmente mãe. Tão mãe que não me consigo imaginar sem o ser. Gosto dos meus. Gosto dos que fazem parte de mim e perco-me nas histórias. Perco-me nas histórias deles que poderiam ser minhas. Perco-me nos sentires e perco-me nos decidires.

 

Gosto de ser mãe como sentido e como propósito.  Gosto da barriga a mexer, gosto dos abraços e gosto dos “és a melhor mãe do mundo”. Gosto de ser a melhor mãe do mundo!

 

A todas melhores mães do mundo um feliz dia da mãe com sabor a amor, muito amor.

 

Marta Leal