Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Na escrita

 

Na escrita tal como na vida gosto de me deixar ir  pela curiosidade e pela vontade. Sabem? Gosto de me deixar levar pelas palavras tal  como gosto de me deixo levar pelos sonhos. É nos sonhos tal como nas letras que perco a noção do tempo e do espaço. Surpreendidos? Perdoem-me os mais cépticos mas todos nós temos alguma coisa que gostamos tanto de fazer que nos acaba por dominar. No meu caso são as letras. Deixo que pensem por si. Deixo que se alinhem e criem ideias, histórias, vontades e emoções. Deixo que sejam um prolongamento de mim mesma. Escrevo quase como não fosse eu mesma a escrever.

 

Escreva-se, viva-se e sonhe-se.

 

Eu? continuo assim muito mãe, muito mulher mas sobretudo eu mesma