Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Coisas que deveriam ser eternas

Hoje contrariamente ao que é normal demoro a escolher o tema. Desconfio sempre dos pensamentos saltitantes. Parece que me roubam a concentração. Mas, também, não se poderia esperar outra coisa. Fale-se de memórias e lembro-me das minhas histórias. Paro em alguns acontecimentos. Sinto sabores e recordo cheiros. Saltito entre tios, avós, brincadeiras, animais de estimação, professores, escolas, primeiros namoros e afins. Sonhos, muito sonhos.

 

Falemos de culinária. Decido-me. Contra-senso para quem não gosta de cozinhar. Mas falemos de bacalhau cru e peixe frito. Permitam-me que recue á sala dos avós. Permitam-me que recue no tempo e me sente á mesa com o avô onde passávamos tardes de histórias e de hábitos alimentares diferentes. Agora que penso nisso foram tantas vezes que me queixei de ouvir aquelas histórias e agora dava tudo para as voltar a ouvir. Gosto de bacalhau cru com pão da mesma forma que gosto de peixe frito no pão. Reportam-me me sempre ao avô. Reportam-me à forma como ele ia cortando as fatias de pão e íamos partilhando histórias e sabores.

 

Gostava de partilhar com o avô. Os momentos e a comida, as histórias e os passeios. Gostava de passear de mão dada com ele. Gostava de como me ensinava a pescar enguias. Arrepiava-me a forma como as preparava mas aguentava-me firme. Sem manifestar a pena que tinha dos pobres bichos. Pena, que diga-se em abono da verdade, se extinguia no momento em que as começava a comer.

 

Inocente a forma como admiro aquele homem. Inocente a forma como pensamos os nossos como imortais. Inocente a forma como admiramos sem o manifestar. Inocente a forma como queremos que certas coisas sejam eternas.

 

O teu desafio e o teu exemplo podem ser o tema da próxima crónica

Um consultório prático onde se fala de assuntos comuns, pessoas comuns e vidas comuns. Partilha, pergunta e dá o mote para a crónica seguinte ( martaleal_lifecoach@sapo.pt). A tua partilha nunca será divulgada, a não ser que assim o desejes,  mas o teu desafio e o teu exemplo podem ser o tema da próxima crónica, até porque as tuas experiencias podem ser a motivação de outros.

 

O meu obrigada aos que me inspiram diariamente.