Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

PREGUIÇA MUITA PREGUIÇA

 

 

Existem aqueles dias em que os pensamentos se atropelam sem nexo ou talvez com uma sequência cuja lógica só o nosso inconsciente poderá descodificar. Há dias em que parece que me desligo do presente e viajo a um passado onde recordo as vozes dos avós e dos primos, sinto os cheiros dos cozinhados nas noites de Natal, recordo as visitas dos tios e tias, vibro com as correrias em dias de festa e sinto, novamente, as despedidas depois de um dia de conversas sempre animadas.

 

Lembro-me de gostar de rondar os adultos, de os ouvir a conversar, de me achar importante quando me deixavam sentar na mesa com eles. Não deixa de ter piada se pensarmos que quando somos crianças nos satisfazemos com tão pouco.

 

Se em criança me satisfazia com pouco em adulta só me satisfaz o que é bom. Gosto. Gosto daqueles momentos em que recuo no tempo enquanto me enrolo numa cama de bom gosto.

 

Preguiça-se só ou acompanhada porque por aqui há dias que o que faz sentido é preguiçar!

 

Porque hoje é dia de magazine http://www.laredoute.pt/magazinedetendencias/index.php/preguica-muita-preguica/