Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Rebeldias

 (imagem retirada da net)

 

Porque um dia me apeteceu ser rebelde consolei-me nas letras quando os conceitos e preconceitos me atacavam. Protegi-me entre palavras com ou sem sentido. Fiz frases minhas sem me preocupar com as frases feitas ou grandes efeitos sobre frases.

 

Houve momentos em que as letras se juntaram muitas vezes furiosas dando à luz palavras de raiva e de vingança. Palavras que formavam frases de confiança ainda inconsciente. Nos parágrafos viam-se vontades mascaradas de certezas quando as incertezas imperavam como que de uma ditadura se tratasse. 

 

E quase sem dar por isso deste romance quase alfabético nascia uma história feliz onde as letras se juntaram e formaram o amor e a paixão. Consta que lutaram contra a raiva e a vingança. A única coisa que vos posso contar é que da batalha nasceram a confiança, a vontade, o empenho  e o sorriso tudo envolto em paz e serenidade.

 

Porque um dia me apeteceu ser rebelde desejo-vos um dia com sabor a rebeldia, muita rebeldia.

 

Marta Leal

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D