Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Necessidades Impostas

 

Uma das coisas que tenho observado nos últimos tempos é a necessidade de nos tornarmos pessoas melhores para termos um mundo melhor. Até aqui não posso deixar de concordar. Pessoas melhores contribuem para um mundo melhor. Para isso procuramos alternativas, novas filosofias, novas formas de viver, de nos relacionarmos e mesmo de nos encontrarmos. O que acontece é que em vez de adaptarmos a nós aquilo que encontramos insistimos em adaptarmo-nos ao que existe. Depois, fugimos de estereótipos que consideramos atrozes e quase sem darmos por isso colamo-nos a outros tão nocivos como os anteriores. Forçamo-nos a ser sem ser, a fazer sem sentir e a impor sem termos esse direito. Procuramos a satisfação plena, sempre a satisfação plena. Por vezes tropeçamos sem perceber o porquê, por vezes caímos e rejeitamos sentimentos pouco “dignos” das pessoas melhores que nos tornamos.

 

Chora, grita, ri, abraça, beija, ri e sorri. Usa as cores que gostas e não apenas as que estão na moda. Lê os livros que te dão gozo. Passa férias onde te faz sentido. Permite-te vestir emcoionalmente apenas o que te serve, permite-te ser apenas o que és, permite-te gostar efectivamente do que gostas, permite-te apenas fazer o que te faz sentido fazer.

 

EU? Continuo assim muito mãe, muito mulher, mas sobretudo eu mesma.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.