Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Eles, os humanos

 

 

Esperam que sejamos sorridentes todos os dias, que choremos com eles nas tristezas e que achemos piada ao que nos contam. Pedem-nos que concordemos com tudo o que fazem, com os seus ideais, posturas e acções. Querem que sigamos por caminhos previamente definidos por regras sociais, que sejamos desta ou daquela maneira consoante a idade, querem que atinjamos este ou aquele objectivo, que tenhamos este ou aquele comportamento e, que digamos esta ou aquela palavra apenas porque querem.

 

Exigem-nos que sejamos apenas reflexos quando podíamos ser imagens reais, criticam-nos quando não estamos sem perceberem que não queremos estar, apontam-nos por não sermos sem sequer saberem quem somos, falam-nos sobranceiros senhores da razão .. de uma razão que não é nossa.

 

Perdemo-nos em regras quando nos devíamos perder em bem estar, perdemo-nos em medos quando devíamos avançar certos de vitórias. Perdemo-nos nos outros quando nos devíamos encontrar apenas:

 

No que somos e no que queremos alcançar. Nunca contra os outros apenas e tão somente a favor … de nós

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.