Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Quem sou eu

Apresento-me aos que me desconhecem. E abro uma página de mim aos mais conhecidos. Permitam-me que me apresente. Sou igual a tantos outros e sinto como vocês sentem. Abraço com muita vontade, choro de emoção e sorrio com um prazer enorme. Envolvo-me no que faz sentido, pulo de alegria e festejo como se não existisse amanhã. Choro sabendo que paro quando decidir parar. Caio com a certeza de que tenho força suficiente para me levantar. Levanto-me consciente de que poderei voltar a cair.

 

Sou mãe, sou mulher e sou diferente entre uma igualdade respeitada. Gosto de ser mãe e gosto de ser mulher. Gosto de ser diferente no estar e no sentir. Perco-me nas letras e envolvo-me nas histórias que crio. Brinco com palavras. Gosto de brincar com as palavras. Envolvo-me com os personagens, lidero destinos e derreto-me nas vivências que me atrevo a sonhar. Sou apaixonada pela vida, pelos meus e por tudo a que me proponho fazer. Sou apaixonada pelas letras que nos fazem sentir e sonhar.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.