Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Cá por casa

 

Estão oficialmente abertas as limpezas de Primavera e com elas a sensação que tudo aumenta de tamanho tal é a quantidade de coisas que se deitam fora, oferecem ou simplesmente se arrumam. Aumenta o tamanho da casa e diminui a conta bancária que o desvio orçamental previsto para  as limpezas já está muito acima do esperado. Estou a pensar aumentar os impostos sobre as mesadas e diminuir a frequência do pagamento das mesmas. Sujeito-me apenas a uma revolução de adolescentes que no que toca a injustiças são tudo menos pacíficos.

 

Cá por casa guardam-se aqueles bonecos especiais e oferecem-se os últimos pinipons. Estão crescidos, estão muito crescidos. A sensação de obra feita oscila com a sensação de saudade daqueles abraços de uma infância mimada. Agora, que venham os netos :)

 

Por cá e em resultado de um inverno de chuva intensa a minha roupa de verão encolheu toda. Tramada a humidade que insiste em dar-me cabo da indumentária. As más línguas dizem que é dos chocolates e dos doces eu insisto no excesso de humidade.

 

Cá por casa assinei mais uns protocolos e avancei com mais uns projectos. Gosto. Gosto muito do que faço e dos resultados que tenho obtido. Gosto especialmente de ver a mudança, o avanço e o sorriso. Gosto especialmente de ajudar a fazer a diferença.

 

Cá por casa continuo assim muito mãe, muito mulher e sobretudo eu mesma.

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.