Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Em tempo de balanço

 

Sinto-me diariamente uma felizarda porque me pagam para fazer o que gosto. Sinto-me uma felizarda porque diariamente cresço e ajudo a crescer. Não se trata de falsas modéstias mas de uma verdade muito minha. Dedico-me horas a fio a avaliar, estudar, procurar, testar e a criar. Gosto de me dedicar ao trabalho como gosto de me dedicar a mim e aos meus.

 

Não sou de regras gosto mais do fluir natural das coisas. Gosto mais de me ir adaptando num dar e receber constantes. No entanto, os novos tempos fazem com que se viva muito depressa. Tão depressa que vivemos numa imensa perda de foco e numa constante quebra de compromisso. Não somos todos, somos apenas alguns.

 

E são esses alguns que me fizeram parar, avaliar e mudar as regras. Deste modo por aqui as consultas, as palestras e os workshops têm novas regras de funcionamento:

 

  • As sessões grátis por skype sem recomendação estão suspensas - aconteceu muitas vezes as pessoas marcarem e faltarem e nunca mais dizerem nada;
  • As sessões grátis por skype com recomendação mantém-se activas;
  • Todas as sessões grátis estão sujeitas a uma lista de espera;
  • Todos os novos clientes estão sujeitos a uma lista de espera e serão considerados mediante o pagamento de uma pré-inscrição;
  • As inscrições em palestras/workshops só serão consideradas mediante um pagamento de uma pré-inscrição definida caso a caso - aconteceu muitas vezes recusar inscrições de quem queria estar e depois ter pessoas a não aparecerem.

Afinal de contas trata-se de respeito por mim, pelo que faço e pela forma como encaro a minha realidade.

 

 "Se fizer o que sempre faz, receberá o que sempre recebeu"Tony Robbins

 

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.