Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

És a melhor mãe do mundo e mesmo que eu tivesse outra mãe continuavas a ser a melhor mãe do mundo



Cá por casa desejo a todas as mães um feliz dia. Cá por casa recordo sempre com um sorriso nos lábios outros dias das mães e guardo como frase de eleição a que a minha filha mais nova me costumava dizer "és a melhor mãe do mundo e mesmo que eu tivesse outra mãe continuavas a ser a melhor mãe do mundo".

Não previ ser mãe, não sonhava sequer ter uma família grande  e se querem que vos diga o meu foco estava numa carreira que tinha definido seguir. Há 20 anos engravidei pela primeira vez quando me tinha sido dito que poderia ser difícil ter filhos. A decisão foi fácil. Fui mãe e mandei a carreira esperar um bocadinho. Hoje tenho os filhos e a carreira.

Ser mãe para mim é permitir-lhes ser, fazer com que saibam saber escolher, deixá-los errar, deixá-los tentar, deixá-los cair, deixá-los experienciar e ajudá-los a realizar os sonhos. Influenciá-los pela positiva, motivá-los e inspira-los não apenas por palavras mas sobretudo com acções. Ser mãe para mim é estar cá para eles mas nunca me esquecer de mim. Ser mãe para mim é olhar para os meus três filhos e aceitá-los como são no todo e no particular.

Eu também tenho a melhor mãe do mundo até porque se tivesse tido outra mãe nunca seria quem sou. E tu és ou não a mulher mãe do mundo?

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.