Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Leveza

 

Basta por vezes apenas uma palavra para que as coisas se tornem claras. Bastou apenas uma palavra para aquilo que me deixava curiosa ou mesmo na busca de porquês para que as peças se encaixassem. Fale-se! Fale-se então do que me fez sentido.

 

Fale-se de leveza. Fale-se da leveza com que admito gostar de viver. Fale-se da leveza de um beijo trocado, de um abraço dado, de um sorriso sentido. Fale-se da leveza de um gostar intenso de forma leve. Fale-se da leveza de um amar onde se dá de forma natural. Fale-se da leveza de um olhar, de uma palavra ou mesmo de um silêncio.


Gosto de silêncios entendidos, gosto de silêncios sentidos. Retire-se peso aos dias, aos acontecimentos, aos sentimentos. Retire-se peso aos papéis sociais que diariamente assumimos. Retire-se peso ás relações e ás palavras que por vezes são proferidas de forma irreflectida. Retire-se peso ás obrigações e aos deveres. Retire-se medos de perda que conduzem a sentimentos de posse. Retire-se peso a estatutos assumidos ou por assumir.

 

Retiro peso e vivo de forma leve. Retiro peso e vivo apenas como sei viver.

 

Marta Leal

Escolhas

Sou de escolhas fáceis. Abdico facilmente do que deixo de lado e avanço rapidamente para a nova escolha. Não me prendo muito ao lado material e sorrio sempre a um novo desafio. Acredito que o faça apenas porque percebi que estou sempre a tempo de fazer nova escolha, refazer, voltar atrás e seguir em frente. Escolho facilmente um penteado, uma peça de roupa, um sítio onde morar ou o livro que pretendo ler. Atrevo-me em diferenças e sorrio nas irreverencias.

 

Em conversa sobre escolhas alguém disse que quando escolhemos uns ténis laranja devemos goza-los e esquecer os que deixámos na loja. Apetece-me sorrir á metáfora e dizer que neste momento tenho uns ténis laranja calçados e uns ténis brancos na mão. Encontro-me naquele momento em que me apetece trocar uns pelos outros e falta-me a coragem na acção.

 

Termine-se com a certeza que sou bem capaz de irreverentemente sair da loja com uns tenis ás flores apenas porque sim.

 

Marta Leal

Uma questão de espírito

 

Há uns dias pediram-me para eu conservar o meu espírito. Há dias pediram-me para eu me conservar exactamente como sou. Gosto quando me pedem para não mudar. Gosto quando dão valor ao que sou e como sou. Mais do que me alimentar o ego alimenta-me a alma.

 

Pedem-me para não mudar na melhor altura: aquela em que eu me aceito exactamente assim. Mistérios das estradas, não de Sintra, mas da vida.

 

Marta leal

Gostos

De repente dou comigo a pensar que o fantástico de me ter permitido fazer o que gosto é o facto de o fazer com paixão. O fantástico de me permitir gostar dos outros é gostar apenas  porque sim. Apenas porque gosto sem esperar nada em troca. O ideal era funcionar com todos assim. Confesso que ainda não consigo.

 

Por vezes dou comigo á espera de um sorriso, de uma resposta ou de outra qualquer recompensa. Acredito que é nessa espera que reside o conflito, o desânimo e a desilusão.  Apenas nossa.

 

Gosto quando gosto independentemente do resultado, do contexto, do tempo ou do espaço. Fico assim, de coração cheio

 

Gosto de apenas gostar…

 

 

Marta Leal

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2014
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2013
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2012
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2011
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2010
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D