Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

É tudo uma questão de gratidão

- Diz obrigada à Senhora!!!!!

E foi assim que tudo começou. Sempre que, na minha infância, me diziam esta frase os pêlos do meu corpo rechonchudo eriçavam-se e a minha bela cara de criança transformava-se em  tromba quase como por milagre. Os lábios cerravam-se, as sobrancelhas franziam e o rosto ficava com ar desconfiado. Mas porque havia eu de dizer obrigada se não tinha pedido nada? Mas porque havia eu de dizer obrigada se não me apetecia? Mas porque me passavam a vida a dizer para eu agradecer tudo e mais alguma coisa?

 

Na época a educação estava acima de tudo. Não combatia. Sorria num sorriso fingido e dizia um obrigada com sentido mas sem ser sentido. Era tão mais fácil terem-me explicado os benefícios da gratidão. Era tão mais fácil terem-me explicado os efeitos secundários que um simples gesto e/ou uma simples palavra têm na vida dos outros. Era tão mais fácil terem-me explicado que eu podia fazer a diferença na vida de tantos. Mudem-se as mentalidades e explique-se ás crianças os benefícios da gratidão. Mudem-se as mentalidades e faça-se do mundo um mundo mais grato, mais sereno e mais atento ao que somos e ao que os outros são.

 

Cresci e um dia reparei que cresci num mundo onde agradecemos pouco e pedimos muito. Cresci e reparei que queremos sempre mais sem sequer saborearmos o que temos. Cresci e senti a força de um obrigada e os efeitos da revolução que a gratidão provoca. Revoltem-se as letras as letras e as ideias. Abrace-se a criatividade e a palavra e agradeça-se sempre por sermos como somos, termos o que temos e recebermos o que recebemos.

 

Hoje é com uma gratidão enorme que agradeço estar onde estou e ser quem sou e tudo isto sempre, mas sempre, com um sorriso enorme e um coração bem quente.

 

E tu? Como estás de gratidão?

Decisão

Já pensaram que tudo começa numa decisão. A simples escolha de dar um passo faz toda a diferença. E vocês já alguma vez decidiram pegar nas letras?

 

Experimentem. Com as letras formem palavras. A essas palavras adicionem emoções, gratidão, partilha, cumplicidade e coesão. Juntem as palavras até formarem frases. Ás frases adicionem outras frases, e avancem para parágrafos. Acrescentem-lhe muito amor, muita amizade e muita vontade. E como um parágrafo nunca vem só acrescentem-lhe outro, e outro até obterem aquilo que para vocês vos fizer mais sentido.

 

Marta Leal

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2014
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2013
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2012
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2011
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2010
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D