Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

A Vera fala-nos de Magia

 

"Sem dúvida que a sintonia emergiu no momento e aceitei o desafio, entreguei-me ao processo e à voz da minha consciência! Permiti-me!

Foram inúmeros os ensinamentos que recebi durante o meu processo de coaching, um dos mais preciosos foi reconhecer o quanto é poderoso o auto-conhecimento quando alinhado com o nosso foco/objetivos.

As sessões foram a alavanca que precisava para desbloquear e me adaptar a um novo ciclo de vida. 

Eu, "a menina que já não sabia Sonhar", aprendi a reconhecer os meus medos e a enfrentá-los, identifiquei os meus talentos e qualidades e aprendi a valoriza-los. Redescobri-me e reconheci que para ser eu Mesma basta Querer e Agir e assim aceitei-me a mim mesma, na minha perfeita imperfeição. Tudo isto e muito mais, num processo repleto de instrumentos e aprendizagens para todas as áreas da nossa Vida.

 A Martinha  brilha pelo seu estilo de Ser, captou a minha atenção e criou uma onda de motivação e entusiasmo ao longo do processo, direccionando-me para o melhor de mim. O Olhar atento, a dedicação, o trabalho sério e profissional encantam a par com a sua Delicadeza, serenidade, meiguice, Sorriso Feliz e energia fulminante. Dá tudo de si, ensina tudo o que sabe e eu fiquei abonada com tamanhos ensinamentos...

Reaprendi a permitir-me Sonhar e acreditei e, de rompante a auto confiança, a auto estima e a valorização pessoal assaltaram o meu EU. Identifiquei as ferramentas que tenho, reconheci outras tantas e reiniciei no manuseamento das mesmas na minha Vida. A Martinha sempre conectada, pronta a desafiar constantemente, a apoiar e a capacitar no trilhar do caminho da procura do meu Eu, produzindo em mim empenho, foco e muita acção.

Hoje, sou o melhor de Mim! Sou "a menina que voltou a sonhar" e a Magia Acontece...todos os dias! 

Obrigada Martinha pela sua partilha e por me ter permitido poder partilhar e escutar os seus ensinamentos que fazem parte dos meus dias e da minha Vida, Continuam a fazer-me pensar e valorizar mais um pequeno grande pormenor em Mim a todo o instante.  Foi um privilégio ter experienciado e partilhado este inicio de processo de desenvolvimento e auto conhecimento consigo! Admiro-a muito, será sempre uma referência, é a Mentora mais dedicada, focada, determinada, que além de deter a competência técnica, usa a sua extrema sensibilidade para ajudar a atingir os nossos objectivos com toda a sua simplicidade e genuinidade tão sua e verdadeira.

 

Eu também acredito que a vida é como eu a quero ver e as coisas são como eu quero que sejam ... e assim tudo faz sentido.

 

Continue assim, a partilhar não só pelas palavras, mas também pelos olhares e pelos sorrisos, um esplêndido canal de luz!

Muito Obrigada! "

Vera Simões

 

 

 

Pessoas Comuns - Histórias Inspiradoras

Katie Aune 

Katie Aune – Antes : Esgotada e insatisfeita com o trabalho.  Agora: Mais forte, confiante e dando valor à pequenas coisas

 

Um dia Katie respirou fundo e percebeu que estava descontente com o trabalho que desenvolvia  e que andava há muito tempo sem  descanso. Então com muita coragem largou o emprego e iniciou-se numa aventura.

 

Foram 13 meses a viajar sozinha por todos os 15 países da antiga União Soviética. Apesar de ter voltado à sua rotina normal, voltou com uma perspectiva totalmente diferente da vida.

 

Queres saber o que aconteceu? http://katieaune.com/

Tens-te esquecido?

Entre tantas acções do dia-a-dia por vezes esqueço-me de tantas outras coisas que me dão prazer. Caracterizo-me por gostar de coisas diferentes, por ir do 8 ao 80 e por achar que ser constantemente seduzida pela diferença. Depois percebo que me esqueço. Esqueço-me de escrever porque sim, esqueço-me da leitura daquele livro que me faz suspirar, esqueço-me das risadas fruto das conversas com as amigas, esqueço-me das visitas e dos almoços e jantares que tão bem nos fazem.

 

Percebo que me esqueço porque começo a sentir saudades. Percebo que me esqueço porque o meu eu começa á procura de mais e diferente. Percebo que me esqueço porque o meu mundo começa a ficar desequilibrado.

 

E Tu? Tens-te esquecido de quê?

É impossível.

 

 " - Não consigo subir nesse morro - disse o menininho. - É impossível. O que vai me acontecer? Vou passar a vida inteira aqui no pé do morro. É terrível demais!

      - Que pena! - disse a irmã. - Mas olhe, maninho! Descobri uma brincadeira ótima! Dê um passo e veja se consegue deixar uma pegada bem nítida na terra. Olhe só para a minha! Agora, você veja se consegue fazer uma tão boa assim!

      O menininho deu um passo:

      - A minha está igual!

      -Você acha? - disse a irmã. - Olhe a minha, de novo, aqui! Eu faço mais forte que você, porque sou mais pesada e por isso a pegada fica mais funda. Tente de novo.

      -Agora a minha está tão funda quanto a sua! - gritou o menininho. - Olhe! Esta, esta e esta, estão o mais fundas possível!

      -É, está muito bom mesmo - disse a irmã - , mas agora é minha vez, deixe eu tentar de novo e vamos ver!

      Eles continuaram, passo a passo, comparando as pegadas e rindo da nuvem de poeira cinzenta que lhes subia por entre os dedos descalços.

      Dali a pouco, o menininho olhou para cima.

      -Ei - disse ele - , nós estamos no alto do morro!

      -Nossa! - disse a irmã. - Estamos mesmo."

      Do livro: O Livro das Virtudes II - O compasso moral      

William J. Bennett - Ed. Nova Fronteira

PREGUIÇA MUITA PREGUIÇA

 

 

Existem aqueles dias em que os pensamentos se atropelam sem nexo ou talvez com uma sequência cuja lógica só o nosso inconsciente poderá descodificar. Há dias em que parece que me desligo do presente e viajo a um passado onde recordo as vozes dos avós e dos primos, sinto os cheiros dos cozinhados nas noites de Natal, recordo as visitas dos tios e tias, vibro com as correrias em dias de festa e sinto, novamente, as despedidas depois de um dia de conversas sempre animadas.

 

Lembro-me de gostar de rondar os adultos, de os ouvir a conversar, de me achar importante quando me deixavam sentar na mesa com eles. Não deixa de ter piada se pensarmos que quando somos crianças nos satisfazemos com tão pouco.

 

Se em criança me satisfazia com pouco em adulta só me satisfaz o que é bom. Gosto. Gosto daqueles momentos em que recuo no tempo enquanto me enrolo numa cama de bom gosto.

 

Preguiça-se só ou acompanhada porque por aqui há dias que o que faz sentido é preguiçar!

 

Porque hoje é dia de magazine http://www.laredoute.pt/magazinedetendencias/index.php/preguica-muita-preguica/

Mentoring

 

A pedido de vários e depois de amadurecer a ideia resolvi aceder e criar um serviço de mentoring para a vida. Este  Programa de Mentoring assenta num relacionamento pessoal e de confiança estabelecido entre mim e aqueles que se atreverem.

 

Mentoring e coaching são duas actividades que estão relacionadas. A diferença está em que no Mentoring o profissional já pode dar conselhos ou soluções para resolução dos problemas específicos do teu dia-a-dia.

O mentoring é um processo que não tem um tempo estabelecido para o seu fim enquanto o coaching é um processo com princípio, meio e fim.

Porque muitas vezes queremos avançar e não sabemos por onde começar. Porque muitas vezes sentimo-nos demasiado sozinhos para seguirmos em frente.

Como podemos funcionar os dois?  Conta-me o que queres e definimos um plano. Seduz-te? Manda-me um  email a perguntar mais pormenores e não te esqueças de teres um dia fora de série. E, se a tua mente já te está a dizer que pode ser muito caro porque não te atreves e confirmas?

 

 

Eu? Continuo assim, muito mãe, muito mulher mas sobretudo eu mesma.

Escrita Livre - Como falas Contigo?

Hoje vamos fazer as coisas de um modo diferente. Hoje vou-te pedir para avaliares a forma como falas contigo. Ao processo de falares contigo mesmo chama-se diálogo interno - aquilo que todos fazemos quando estamos acordados. O conteúdo dessa voz que nos acompanha constantemente é na maioria dos casos inútil. Critica-nos, avalia-nos e boicota-nos constantemente. Hoje proponho-te a "Escrita Livre".

 

Este exercicio vai servir por um lado para te conheceres e perceberes a forma como falas contigo mesmo e por outro lado é um execelente exercicio de limpeza mental. Ideal para momentos de grande confusão, pânico ou pressão.

 

Deixo-te apenas uma da forma de como podes praticar, no entanto, sugiro-te que adaptes o exercício a quem tu és e ao teu contexto.

 

  1. Escolhe um momento do dia em que sabes que vais ficar sozinho e sem perturbação de 10 a 15 minutos;
  2. Pega em Lápis/caneta e em folhas de papel;
  3. Começa a escrever;
  4. Agora que começaste-te não pares nem que escrevas coisas como "não sei o que escrever mais" ou "eu devia estar maluco quando fui na conversa da Marta Leal". Escreve tudo o que te venha á mente, tão rápido quanto conseguires;
  5. Não te censures, mesmo que te pareça muito estranho;
  6. Escreve, Escreve, Escreve - furiosamente;
  7. Para de escrever passados 10 minutos ou quando os pensamentos deixarem de fluir;
  8. Faz um intervalo de 5 minutos e vai fazer outra coisa qualquer;
  9. Volta e lê o que escreveste;
  10. Percebe aquilo que aparece;
  11. Racionaliza os pensamentos;
  12. Destrói as anotações.

Este ultimo passo é muito importante uma vez que é preciso convencer a tua mente que mais ninguém vai ler aquilo que escreveste. Este método funciona melhor quando é feito regularmente.

 

 Bora lá????

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2014
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2013
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2012
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2011
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2010
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D