Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Pare-se por momentos

 

 

Por vezes dou comigo a devorar o que deve ser saboreado. Acontece-me frequentemente. Acredito que seja fruto de uma vida apressada onde não fomos ensinados a parar e a saborear o que conquistámos. Já repararam que saltamos de objectivo para objectivo a querer mais e mais e mais naquilo que se poderá designar de uma busca constante de uma satisfação inconstante? Já reparam que raramente paramos apenas para pensar?

 

Marta Leal

 

Sonhos

(Imagem retirada da net)

Colem-se os sonhos aos medos. Agrafem-se as vontades á inércia. Preguem-se os desejos à preguiça de os realizar. Pinte-se a tela da realização com acção. Sejamos os actores da nossa própria historia, faça-se um casting dos que queremos connosco e  escolham-se detalhadamente todos os cenários. Deitem-se fora os argumentos dos outros e siga-se um guião escrito por nós. Depois, sorria-se com a certeza que somos aquilo que um dia sonhamos que seriamos. 

 

Hoje desejo-vos um dia com sabor a sonhos,

 

Marta Leal

Escolhas

 

(Imagem retirada da net)

 

Escolhe-se constantemente desde a roupa que se vai vestir até aquilo com que nos vamos alimentar. Escolhe-se constantemente na forma como agimos no nosso dia-a-dia, nas viagens que fazemos e nas caminhadas que decidimos fazer. Escolhem-se as palavras que usamos e os gestos que ousamos ter. Escolhem-se profissões, amores e desamores. Escolhe-se sem consciencia de o estarmos a fazer.

 

Um dia com sabor a escolhas, muitas escolhas.

 

 

Marta Leal

 

 

 

 

Prazeres

(imagem retirada da net)
 

o prazer de avançar nas letras é poder brincar com as letras. O prazer de avançar nas letras é poder brincar com palavras onde as ideias se exprimem de uma forma mais ou menos vincada. Brinque-se com as ideias como se brinca com as palavras. Transforme-se ideias em sonhos. Escreva-se uma historia que seja apenas nossa sempre de forma divertida, muito divertida.

 

Um dia com sabor a divertimento, muito divertimento.

Um dia

(Imagem retirada da net) 

 

Sonho com uma casa térrea de um branco tão puro que me faz lembrar a paz personalizada. Para as portas e janelas escolho o azul do mar de que gosto tanto. Na varanda de madeira castanho-escuro tenho uma mesa e umas cadeiras de verga onde me vejo nos meus momentos de lazer.

 

Olho em frente e vejo o mar. Acredito que existam dias que pareça zangado, que o azul nem sempre seja o azul ideal e se transforme em tons esverdeados. As ondas oscilam ente o calmo e o revolto quase como em fúria. O Céu pinta-se de branco com nuvens que vão mudando de forma.

 

Gosto do cheiro a sal  Aquele cheiro que me guia e que me faz sentir em casa. Gosto do sol tímido no meu rosto. Gosto quando aparece e desaparece como que brincando às escondidas comigo.

 

Gosto da companhia das gaivotas tão puras e barulhentas que só elas sabem ser. Um dia ainda vamos  conversar. Eu conto-lhes o que me vai na alma. Elas contam-me o que fizeram durante o dia.

 

Um dia eu sei que vai ser assim.

 

 

Marta Leal

Fale-se de infância

 (imagem retirada da net)

 

Quando recuo no tempo sei que tive sorte em ter infância que tive, em partilhar momentos únicos com pessoas únicas, em ter-me sido ensinado o valor da família e sobretudo o valor de nós próprios. Ao recuar no tempo recordo tradições, recordo histórias que achava que nada significam e que retive até hoje, recordo lengalengas e canções muitas canções.

 

Ao recuar no tempo recordo os inúmeros animais de estimação que consegui levar para casa, recordo quedas com maiores ou menores consequências, recordo brincadeiras em castelos de verdade onde umas vezes era uma princesa e outras não sei bem o quê.

 

Fantástico quando as memorias nos fazem apenas sorrir mesmo que por vezes os sorrisos sejam saudosos.

 

Um dia com sabor a infância.

Cheire-se

 

(Imagem, retirada da net)

 

Cheire-se o tempo como se cheira aquela fragrância que tanto nos seduz. Cheirem-se as cores, os momentos, o passado e o presente. Misturem-se os cheiros da infância com os da idade adulta. Criem-se e recriem-se odores que nos façam sonhar e sorrir. Crie-se e recrie-se apenas o que for sentido.

 

Usem-se todos os sentidos naquilo que nos parece não ter sentido nenhum.

 

Um dia com sabor a fragrância, muita fragrância.

 

Marta Leal

Formulas

 

(imagem retirada da net)

 

Fala-se de formulas e tudo tem de bater certo. Queremos resultados exactos quando as componentes são instáveis. Fala-se de formulas e queremos magia. Junte-se á formula o amor e algumas experiencias são instáveis e outras desastrosas. Procuram-se as razões do resultado onde a razão é desconhecida. Procuram-se razões plausíveis onde as emoções estão sempre ao rubro.

 

No fundo, procuram-se fórmulas onde tudo deveria ser apenas o resultado de uma soma equilibrada.

 

Um dia com sabor a somas, muitas somas.

 

Marta Leal

 

Saboreie

 

(Imagem retirada da net)
 

 

Hoje fala-se de saborear. De saborear o corpo que tocamos num jogo de sensações. De saborear os sorrisos que nos dão, as palavras que ouvimos as emoções que sentimos. Hoje fala-se de saborear as imagens que a natureza nos desenha diariamente, a arte com que os artistas nos premeiam, os abraços dos que gostam de nós e porque não saborearmos o silêncio?

 

Saboreie sem questionar os ingredientes. Saboreie sem questionar as razões.

 

Um dia com sabor a arte, muita arte.

 

Marta Leal

 

 

Ausência

 (imagem retirada da net)

 

Se existe algo de que eu gosto é dos dias em que me permito ver o mar. Os dias em que me permito senti-lo e ouvi-lo. Gosto do cheiro e da presença. Gosto do toque e da força com que vive.

 

Se existe algo que eu gosto é de viver rodeada de pessoas que tal como o mar me banham de presença, de cor, de paz, de força e de vontade.

 

Solte-se a ausência de medos e viva-se a presença de sermos capazes.

 

Um dia com sabor a presença, muita presença.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D