Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Irreverências No Feminino

By Marta Leal

Existem

(Imagem retirada da Net)

 

Existem os que se lamentam de tudo, existem os que se lamentam de nada. Acredito que durante a minha vida oscilei entre um e outro, entre outro e um. Hoje situo-me do lado daqueles que se lamentam muito pouco, hoje encontro-me do lado dos que acreditam sempre e muito.

 

Eu gosto de rir. Gosto de sorrir e gosto de ser. Simplesmente ser. Sendo sem pretensões. Permitam-me que pare e que pense na pouca importância que damos aos momentos em que fomos felizes. Podia-vos falar das dores, das quedas que dei, dos medos, das inseguranças e das injustiças que senti e sinto. Tive-as e tenho-as. Não o faço porque não me lembro. Não o faço porque sempre que penso na minha vida o sorriso cresce e a vontade de viver é imensa.

 

E mesmo que o dia tenha espinhos, gosto de me lembrar que estes defendem a rosa. Um dia com sabor a sorriso,

 

Marta Leal

Mais sobre mim

foto do autor

Posts recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2014
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2013
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2012
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2011
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2010
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D